Increva-se para receber conteúdo novo por email

Pães e refrigerantes causam diabetes em Índios

Uma reportagem recente (08/2015) da Folha de São Paulo demonstra que índios xavantes do Mato Grosso vivem em meio a uma epidemia de diabetes devido ao consumo de pães, refrigerantes e biscoitos.

Indios em Mato gross

O repórter Lucas Reis, que visitou a aldeia Sangradouro no Mato Grosso junto com um fotógrafo da Folha presenciaram um ritual indígena, onde juntaram uma pilha de produtos com vários quilo de pães, bolos, refrigerantes e doces como parte da cerimônia de celebração.

Em 2014, de acordo com o relatório do Cimi (Conselho Indigenista Missionário), com base na Secretaria Especial de Saúde Indígena, 1 em cada 3 crianças morreu de diarreia, um número sem precedentes na aldeia. Estes fatos são somados a todos os problemas de saúde gerados a partir do consumo de açúcar e amido refinado, como a aterosclerose e a diabetes tipo 2 que acomete 28,2% desta população de índios xavantes vermelhos do Mato Grosso, de acordo com o endocrinologista João Paulo Botelho. Do total de 4000 habitantes destas tribos, metade deles são obesos.

Ironicamente, a Secretaria de Saúde fornece alimentos para esta população, como ajuda para crianças com baixo peso e eu aposto que a ajuda constitui majoritariamente em carboidratos. Entramos novamente no paradigma atual moderno, que Gary Taubes e muitos outros vem nos alertando há muito tempo. A atual compreensão errônea sobre o que constitui uma dieta saudável, que baseia-se na premissa de que carboidratos deveriam ser a base da pirâmide alimentar e de que a máquina bioquímica, que é nosso corpo humano, metaboliza as calorias de produtos refinados de maneira equivale ao mesmo teor em comida de verdade.

Da mesma forma, carboidratos tradicionais, historicamente presentes nesta população indígena como mandioca e outros tubérculos não estão por trás do surto da diabetes e da obesidade desta população que se encontra doente. Os produtos supracitados, os que estão presentes no ritual acima, são os verdadeiros agentes da diabetes e do sobrepeso.

Nos Estados Unidos, em 1980 quase 6 milhões de americanos (2,2% da população) eram diabéticos e no começo do século 21, após o consumo de açúcar e produtos refinados ter aumentado drasticamente, perto de 20 milhões (7% da população) haviam se tornado diabéticos. Em 2015, 11% da população. Estes dados coincidem com um aumento no consumo de carboidratos nas últimas décadas de acordo com os resultados do estudo prestigioso realizado pela National Health and Nutrition Examination Surveys (NHANES) nos EUA, o qual indica que houve um grande aumento carboidratos na dieta dos americanos entre 1974 a 2000, sendo que a ingestão de carboidratos em homens aumentou de 42 % para 49% e nas mulheres, subiu de 45% para 52%, e disparou no pódio do macronutriente mais consumido no país, o que está diretamente correlacionado com este aumento exponencial no índice de obesidade.

De acordo com os dados do IBGE, no Brasil, o consumo médio é de 53% a 58% das calorias diárias, os níveis de síndrome metabólica no país são similares aos dos norte americanos, sendo aproximadamente 7% dos brasileiros diabéticos atualmente. Diante deste consumo exagerado de carboidratos e com certeza pouco condizente com o padrão de consumo dos nossos ancestrais, há pelo menos 99,5% do nosso período de evolução como espécie, a população é severamente prejudicada, como os dados estatísticos do governo americano mostram em conjuntura com a literatura científica.

 

E para finalizar, uma ótima notícia… Eu vou te dar de presente meu novo ebook sobre dieta low-carb e cetogênica, aproveite para baixar GRÁTIS agora —>>> clique AQUI

Quer também ficar por dentro de tudo que está acontecendo de melhor no mundo da nutrição? Aproveite AGORA para seguir meu canal do youtube —–>>> Clique AQUI para seguir meu canal do youtube.

Outra notícia boa… Você está querendo emagrecer, mas está tendo dificuldades?? Então faça o coaching de emagrecimento para perder peso com tranquilidade de um jeito que você nunca tentou antes.

Me mande uma mensagem e agende uma consulta o quanto antes 😉

                          (11) 97533-8525                               

     Atendimento personalizado – Até 10x no cartão

Inscreva-se para receber artigos como este por e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Oi, eu sou o Caio Fleury, autor do blogSolicite atendimento personalizado em até 10x no cartão pelo meu Whatsapp ou cadastre seu email grátis, para ganhar meu novo e-book.

Junte-se a milhares de pessoas, ganhe motivação, exclusividade e controle da sua vida

Você está com dificuldades para perder peso?
Faça um atendimento personalizado em até 10x no cartão!

Converse comigo pelo Whatsapp: (11) 97533-8525

Atenção: Para receber o meu e-book GRATUITO sobre dieta low carb e Cetogênica, cadastre seu email abaixo!

×