Orgânicos: onde encontrar?


Na hora que vi esta matéria, pensei: tenho que divulgar isso no blog! Como vocês sabem, estimulo sempre o consumo de produtos orgânicos, que são melhores para a saúde e para o meio ambiente. No entanto, muitas vezes não sabemos onde encontrar uma boa seleção de produtos orgânicos, com variedade e preço bom, e acabamos refugiadas com as poucas e caras opções dos supermercados.

Esta pesquisa, realizada pelo IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), percorreu as 27 capitais do país, em busca das feiras orgânicas. Apenas em 4 capitais (Boa Vista, Cuiabá, Macapá, Palmas e São Luiz) nenhuma feira foi encontrada.

Destaque para algumas vantagens no consumo de orgânicos comprados nas feiras:

Quase todas as feiras oferecem frutas, legumes e hortaliças. Mas em 37 delas também é possível encontrar cereais, e em 36, produtos processados, como mel, doces caseiros, ervas, temperos, laticínios, pães, bolos, biscoitos, sucos, frango e carne bovina. “As feiras têm procurado diversificar a oferta, incluindo produtos processados e de origem animal. Isso é muito bom, porque permite que as compras realizadas nas feiras orgânicas sejam tão abrangentes quanto as feitas em feiras comuns. Retomar o hábito de comprar em feiras aproxima produtores e consumidores. Com menos intermediários, todos ganham”, comemora Adriana Charoux.

Marcelo Laurino destaca que a feira tem papel muito importante no fortalecimento do sistema orgânico, trazendo vantagens para quem produz e para quem compra. “Um dos pontos positivos é que o produto chega ao consumidor a um preço adequado, sem custos com intermediários, como ocorre nos supermercados”, aponta. “E o contato direto entre produtor e consumidor, além de gerar um vínculo de confiança, funciona como indutor de demanda e ajuda a diversificar os alimentos disponíveis. E, por fim, a feira ainda incentiva a produção local e evita o gasto de energia com o transporte dos alimentos”, completa Laurino.

Os benefícios dos orgânicos

Ao consumir alimentos orgânicos, você contribui com:
– A sua saúde e a da sua família, pois evita o risco de contaminação por possíveis resíduos agrotóxicos presentes nos alimentos frescos. O último levantamento do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (Para), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), relativo a 2010, verificou que 28% das frutas e dos vegetais analisados têm excesso de agrotóxicos ou presença de venenos inadequados para aquela cultura e/ou banidos pelo órgão regulador. Os piores resultados foram os do pimentão, morango e pepino, alimentos que apresentaram mais de 60% das amostras impróprias para o consumo.

– A preservação do meio ambiente, uma vez que o solo e a água não são contaminados. Além disso, a produção agroecológica baseia-se no uso responsável dos recursos naturais, contribuindo para o desenvolvimento sustentável, assim como para a conservação e valorização da biodiversidade e da cultura local.

– A redução dos riscos à saúde dos trabalhadores rurais, que na produção convencional ficam expostos a substâncias tóxicas.

– A valorização do pequeno agricultor, que tem mais autonomia sobre a produção.

Veja aqui a lista das feiras na sua capital: http://www.idec.org.br/em-acao/revista/diferenca-que-incomoda/materia/na-rota-dos-organicos/pagina/82

Para ler a matéria completa, clique aqui: http://www.idec.org.br/uploads/revistas_materias/pdfs/ed-162-pesquisa-organicos.pdf

Vale a pena investir né? E vocês, onde costumam comprar seus produtos orgânicos?

6 Comentários

  1. claudia disse:

    Tenho procurado os produtos organicos pois são mais saudáveis e tem uma contribuição ambiental e social

  2. Aline disse:

    Comprei no Mais Orgânicos (http://www.maisorganicos.com.br/), entregaram no dia seguinte, tudo muito fresquinho, ótima qualidade. Recomendo!

  3. Ítalo Araújo disse:

    Infelizmente meu estado MARANHÃO, que apesar de ter muitos produtores familiares, ainda não possui nem uma feira do tipo. Comprar alimentos orgânicos aqui é praticamente um garimpo, o que se consegue é com parentes que moram no interior. Ainda não conheço ninguém além de mim que siga a dieta primal na minha cidade São Luis.

    • Emanuelle Oliveira disse:

      pois é, se quiser consumir alimentos frescos tem que pedir pra moradores do interior, se tiver familia morando la, malhor ainda

  4. Jacqueline Barbosa disse:

    Morei um ano em Porto Alegre e marquei ponto todos os sábados de manhã na feira da Redenção. Uma benção na cidade, tudo fresco, barato e uma variedade enorme de frutas, legumes, verduras, ovos, cereais, leite, manteiga, nata e iogurte de gado tratado com homeopatia. Me mudei de volta à Brasília e estava triste por deixar a feira de POA, pois bem, hoje encontrei no CEASA uma variedade de orgânicos quase tão grande a da feira da Redenção, estou feliz novamente rs. E mais, ao lado de casa (SQN 116) tem uma banca de orgânicos todo sábado e quarta, mesmo não tendo tanta variedade, é um privilégio.

  5. Bruna disse:

    Em Macapá temos a feira do produtor! ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *