Para responder a esta pergunta, segue uma ótima entrevista com o Dr. William Davis autor do best seller Wheat Belly “Barriga de Trigo”  concedida para o site Wellness Mama, que traduzimos.

William Davis é um cardiologista preventivo que possui uma abordagem única por meio, da dieta, que o permite reverter e não apenas prevenir as doenças cardíacas. 

Ele começou recomendando uma dieta livre de trigo aos seus pacientes, pois os produtos feitos com trigo elevam o açúcar na corrente sanguínea mais do que uma barra de chocolate tipo um Snickers ou Twix. Além da melhora nos níveis de açúcar no sangue, ele ficou surpreso ao ver que seus pacientes também experimentavam: perda de peso de 10 a 15kg ao longo de vários meses, tiveram melhora ou cura total da artrite, melhora na asma o suficiente para eliminar 2 a 3 inaladores, cura total do refluxo ácido e da síndrome do intestino irritável, desaparecimento do inchaço nas pernas e dormência delas. A maioria reportou um aumento na claridade mental, sono mais profundo e humores e emoções mais estáveis.

wheat-belly

Entrevista com o Dr. Davis:

Como você chegou à conclusão de que o trigo é nocivo na sua forma atual?

Eu aprendi quão ruim o trigo era quando eu pedi aos meus pacientes cardíacos para removê-los da sua dieta.

Eu fiz isso porque 80% das pessoas que eu conhecia pela primeira vez eram diabéticos ou pré-diabéticos, situações que dobram ou triplicam os riscos de doenças cardíacas. Em um esforço para minimizar esta situação, eu apliquei um fato simples: duas fatias de pão integral aumentam o açúcar sanguíneo mais do que 6 colheres de açúcar, mais do que uma barra de chocolate Snickers ou Twix. (A maioria das pessoas não sabe que o índice glicêmico do pão integral está entre os mais altos de todos os alimentos).

Então, eu pedi que todo mundo removesse o trigo da sua dieta para observar os efeitos no açúcar sanguíneo. As pessoas voltavam depois de 3 a 6 meses e, de fato, seu açúcar sanguíneo e HbA1c (uma medida do açúcar sanguíneo 60 dias antes) estavam muito menores, até o ponto em que alguns diabéticos já não eram mais diabéticos. Mas as pessoas me contaram muito mais: elas perderam 15 quilos, perderam 10 centímetros da sua cintura, se sentiram muito melhores do que haviam se sentido nos últimos 20 anos com mais energia, menos mudanças de humor e sono profundo. Eles me disseram como experimentaram alivio total do refluxo gástrico, síndrome do intestino irritável, enxaquecas, artrite das mãos e dos dedos e dores nas juntas, sinusite e sinusites crônicas. Eles me disseram que sua artrite reumatóide estava tão melhor que eles estavam no processo de reduzir a medicação, a sua colite ulcerosa e doença de Crohn melhoraram tanto que não era mais necessária a medicação, os edemas nas pernas desapareceram e as coceiras /irritações foram embora.

No começo, eu ignorei, pensando que era pura coincidência. Mas os efeitos se tornaram tão freqüentes e consistentes que as conclusões se tornaram inevitáveis: o trigo era a causa principal de uma lista inacreditável de problemas de saúde e ganho de peso, e que sua eliminação era a chave para uma saúde surpreendente.

E note que as pessoas que cortaram o glúten da dieta não eram necessariamente sensíveis ao glúten, o trigo foi evitado por todas as pessoas, e foram raras as pessoas que não experimentaram no mínimo alguma melhora mensurável na saúde, senão uma transformação completa. Eu agora recomendo evitar completamente o trigo para todos os meus pacientes, assim como qualquer outra pessoa interessada em recuperar o controle da saúde e do peso.

Como o consumo de trigo está relacionado à saúde do coração?

O consumo de trigo causa doenças cardíacas. Não é o colesterol, não é a gordura saturada que está por trás da maior causa de morte nos americanos, é o trigo.

A comunidade nutricional tem sido culpada por seguir uma seqüência lógica falha: se algo não é bom para você (farinha branca processada) é substituído por algo menos ruim (grãos integrais) e há um benefícios para a saúde aparente, então um monte de coisa menos ruins para você são boas para você. Vamos aplicar isso à outra situação: se algo ruim para você – cigarros Camel sem filtro – é substituído por algo “menos ruim” – cigarros Salem filtrados – então a conclusão seria fumar muito dos cigarros Salem. A  próxima questão lógica deveria ser: quais seriam as conseqüências para a saúde da remoção completa? Só assim você pode observar os efeitos do grão integral vs nenhum grão… e pelo que eu testemunho todos os dias, você vê uma transformação completa na saúde.

O consumo de trigo, devido ao seu carboidrato único, amilopectina A, estimula a formação de partículas pequenas e densas de LDL, mais do que qualquer outro alimento comum. Partículas pequenas e densas de LDL são a maior causa de doenças cardíacas nos EUA. A maioria dos adultos hoje em dia possuem uma abundância de pequenas partículas de LDL porque eles foram ensinados a cortar a gordura e consumir “muitos grãos integrais saudáveis” . Esta situação de excesso de pequenas partículas LDL pode aparecer em um teste de colesterol convencional como altos níveis de colesterol LDL (“mau”), junto com baixos valores de colesterol HDL e triglicérides altos que freqüentemente levam ao uso de remédios a base de estatina. Quando um teste mais sofisticado de lipoproteínas é realizado, a explosão de pequenas partículas de LDL se torna óbvia.

trigo paes

Combine isso com o aumento de apetite disparado pela proteína gliadina no trigo, que age como um estimulante de apetite, e você irá ganhar peso. O peso ganho é geralmente no abdômen, na gordura visceral profunda que promove a inflamação, o que eu chamo de “barriga de trigo”. A gordura visceral da barriga de trigo é um foco de inflamação, enviando sinais inflamatórios para a corrente sanguínea e resultando no aumento do açúcar sanguíneo, pressão sanguínea e triglicérides, tudo contribuindo para o aumento do risco de doenças cardíacas.

Diga adeus ao trigo e as pequenas partículas de LDL, seguido por uma perda de peso pela gordura visceral (abdominal) da barriga de trigo. A inflamação diminui, o açúcar sanguíneo cai, a pressão sanguínea cai. Em resumo, a eliminação do trigo é um dos meios mais poderosos de reduzir o risco de doenças cardíacas.

Quais outras doenças você viu que estavam associadas com o consumo de trigo?

Uma lista mais curta seria a das doenças que não estão associadas com o consumo de trigo.

As conseqüências gastrointestinais do consumo de trigo incluem as doenças comuns como refluxo ácido e os sintomas da síndrome do intestino irritável, como gases, cólicas e diarréia. As pessoas com doenças intestinais inflamatórias como colite ulcerosa e doença de Crohn’s tiveram melhoras e, algumas vezes, alivio total das cólicas, dores, diarréias e sangramento.

Os efeitos no cérebro e no sistema nervoso vão de distúrbios de humor, como a depressão, passando por explosões de comportamento em crianças com déficit de atenção e hiperatividade e autismo, até o disparo de alucinações nas pessoas com esquizofrenia e mania nas pessoas com transtornos bipolares. O trigo também pode gerar danos diretos no cérebro e no sistema nervoso e aparece com uma condição chamada de ataxia cerebelar, a perda progressiva do equilibro e controle da bexiga, e neuropatia periférica, a perda do sentido, usualmente nos pés e nas pernas. Um grupo de pesquisas britânico, por exemplo, descobriu que 50% das neuropatia periférica sem explicação podem ser justificadas pelo consumo de trigo. Também há a recente descrição detalhada da encefalopatia do glúten, ou demência pelo glúten, como chamada pela Mayo Clinic, onde o diagnóstico é feito geralmente na autópsia.

Dores nas juntas e inchaço são acompanhamentos comuns do consumo de trigo. As formas mais comuns envolvem o pulso e os dedos. Outros experimentam o alívio de dores nas costas e nos quadris ao eliminar o trigo, especialmente se há perda de gordura no abdômen, já que a barriga serve como um depósito para a inflamação, perca a barriga de trigo, a inflamação vai embora.

Problemas de pele comumente melhoram ou desaparecem com a eliminação do trigo. Problemas comuns como acne melhoram, assim como uma longa lista (suficiente para encher quatro paginas) outros problemas de pele, de granuloma anular,, a dermatite alérgica a gangrena.

Da cabeça aos pés, não há sistema no corpo que não seja afetado pelo consumo de trigo.

barriga g

Quais são as coisas mais importantes para se entender no que diz respeito ao consumo de trigo?

Eu acredito que um dos aspectos mais cruciais da conversa sobre o trigo, para que as pessoas entendam é que a proteína gliadina no trigo age como um estimulante do apetite. As pessoas que consomem a proteína gliadina no trigo consomem, em média, 400 calorias a mais por dia. As pessoas que eliminam a proteína gliadina com o trigo consomem 400 calorias a menos por dia, mesmo se calorias, gramas de gordura ou tamanho das porções não é restrita.

Eu acho que este fato tem sido usado como uma vantagem pelas grandes empresas de alimentos. Ponha farinha de trigo, e por conseqüência gliadina, em todos os produtos que puder, você aumenta o apetite, aumenta o consumo, aumenta as vendas. Eu acredito que isto explica porque a farinha de trigo pode ser encontrada nos lugares mais improváveis, como sopa de tomate e alcaçuz.

A proteína gliadina no trigo exerce este efeito no cérebro humano porque é rebaixado para um grupo de compostos chamados de exorfinas, ou compostos exógenos similares as morfina; estes efeitos podem ser bloqueados com administração de drogas que bloqueiam os opióides. Sim, o efeito do estimulo de apetite pode ser completamente desabilitado pelas mesmas drogas que os viciados em heroína tomam para bloquear seu efeito. Os estudos com voluntários têm demonstrado que as pessoas que receberam remédios que bloqueavam o efeito opióide tiveram um desejo muito reduzido por bolos, cupcakes e bolachas. Uma empresa farmacêutica fez um pedido no começo de 2011 para o remédio naltrextona para a perda de peso; nos estudos clínicos, a naltrextona teve sucesso, com os pacientes perdendo 10 quilos, por mês, ao reduzir o consumo calórico em 400 calorias por dia.

Enquanto o trigo continuar a fazer parte da sua dieta, você não terá o controle completo sobre os seus impulsos e a fome. O consumo de calorias é maior, especialmente para os alimentos com carboidratos. O peso se acumula, particularmente ao redor da cintura. Elimine o trigo, e você terá o controle fisiológico normal sobre a fome.

ctalaranja

Se uma pessoa decide eliminar o trigo, ela, deve procurar alternativas “sem glúten” ou qual o tipo de dieta que você considera melhor?

Primeiro, eu acredito que nós devemos retornar aos alimentos reais, não processados, sempre que possível. Isso significa consumir vegetais, nozes e oleaginosas cruas, carnes, peixes, ovos (incluindo as gemas), queijos, óleos saudáveis como azeite de oliva extra virgem e óleo de coco. Eu não acredito que nos devemos contra ou limitar calorias, principalmente se nos eliminamos o estimulante de apetite mais potente, o trigo. Se você sente falta de coisas assadas (bolos, pães) eu forneço boas receitas no livro barriga de trigo, assim como no blog barriga de trigo. Estas receitas de cookies de chocolate e cheeskace, por exemplo, são livres de trigo, quase livres de açúcar, baixas em carboidratos e são geralmente saudáveis o suficiente para consumir a qualquer hora sem nenhuma conseqüência para a saúde como ganho de peso ou inchaço.

Eu recomendo fortemente que as pessoas evitem produtos comerciais livres de glúten. Isso porque, no lugar da farinha de trigo, estes produtos como o pão integral sem glúten, são feitos usando farinha de milho, farinha de arroz e farinha de batata. Estas farinhas em pó estão entre os poucos alimentos que aumentam o açúcar sanguíneo ainda mais que o trigo integral. Isso significa que estes alimentos geram um aumento de peso no abdômen (barriga sem glúten), aumentam o açúcar sanguíneos, a resistência a insulina, diabetes, catarata e artrite. Eles NÃO são uma boa substituição ao trigo.

 

Ok, agora uma pergunta difícil… Você pode nos dar uma explicação de 10 a 15 segundos que nos ajude a explicar porque evitar o trigo entre nossos amigos e parentes?

Claro. O publico Americano precisa estar ciente que a indústria de agroalimentos tem te enganado. Eles aprenderam a usar este cavalo de tróia, o trigo, guardando a sua proteína escondida, a gliadina, para aumentar o apetite.

O trigo é um opióide fraco. Consuma trigo, você vai querer mais trigo, mais carboidratos. A gliadina do trigo é convertida em exorfinas, compostos similares a morfina que podem ser bloqueados com remédios bloqueadores de ópio.

Ainda pior, nos somos aconselhados por nossas próprias agencias do governo como a USDA e agencia ser serviços humanos e de saúde que os grãos integrais são bons para nos e nos deveríamos comer mais. Consuma mais “trigos integrais saudáveis” , nós comemos mais, nós ganhamos peso, nós obtemos todas as conseqüências para a saúde e peso como hipertensão, colesterol alto, artrite, refluxo acido e diabetes. As empresas de alimentos ganham dinheiro, as empresas farmacêuticas ganham dinheiro, nós todos pagamos o preço.

A epidemia de diabetes e obesidade tem posto a culpa em nós. Dizem-nos que somos obesos e diabéticos porque comemos demais e somos preguiçosos. Eu não acredito nisso. Eu acredito que a maioria dos americanos são conscientes da sua saúde e tentam fazer pelo menos, algum exercício. Eu não acredito que nós somos diferente, por exemplo, das pessoas dos anos 50 ou 60. Eu acho que nós fomos levados a culpar a nós mesmos, enquanto todo esse tempo, grande parte da culpa deveria ser deste produto corrupto gerado pelas pesquisas genéticas, propagado pela agroindústria e colocado em uso em busca do lucro.

Se você gostou desta entrevista como Dr. Davis veja também esta entrevista muito boa, publicada no site Vida Primal, clicando aqui. Vale a pena!!

WilliamDavis

banner livro

13 Comentários

  1. Leticia Candido disse:

    Boa noite,
    comecei a dieta primal há algumas semanas e desde então tenho percebido mais enrijecimento muscular e perda de gordura. No entanto, pergunto-me se estaria exagerando no consumo de carnes, ovos, peixe etc. como bastante porque tenho fome e como menos legumes por causa dos carboidratos e uso muito azeite e pouca manteiga. Será que isso pode me causar danos no futuro?

    Agradeço por mais essa ajuda.

    Abs,. Leticia.

    • Bruna Machado disse:

      Oi Letícia, obrigada pelo seu comentário!

      Se vc está consumindo alimentos animais saudáveis e naturais, como carnes, ovos, frango, frutos do mar, peixe, etc junto com vegetais é difícil consumir em excesso, a não ser que vc esteja forçando o seu estômago, o qual serve como uma boa referência para saber se está consumindo em excesso ou não. O problema que eu noto são pessoas consumindo muitas carnes processadas junto com muito queijo e poucos vegetais. Comer verduras junto com os alimentos animais oferece diversos benefícios, um deles é impedir que você coma as calorias dos alimentos animais em excesso, o que caso contrário pode ocorrer, principalmente para quem come carnes processadas e queijos, ou está tentando perder peso. Neste caso o corpo “luta” para manter o peso atual tornando assim a pessoa mais suscetível a comer carnes até o estomago não aguentar.
      Aos poucos, seu apetite se adapta, mas dificilmente você terá que se preocupar com quantidade de alimentos bons que esta consumindo. A manteiga tem ótimas propriedades nutricionais https://primalbrasil.com.br/manteiga-x-margarina/. O óleo de coco e o azeite são muito recomendados. Quanto aos últimos 3 apesar de serem muito calóricos vc não deve se preocupar em consumi-los em “excesso”, dentro de condições normais suas calorias não irão contribuir para o ganho de peso.

      Espero ter ajudado!

      beijos

    • daniela disse:

      Os vegetais verdes são os que possuem menos carboidratos e vc pode comer a vontade, e deve para neutralizar a acidez natural das carnes. Repolho, couve, brocolis, saladas verdes, são inúmeras as possibilidades!

  2. Bife de chorizo disse:

    E pensar que tem vegano preparando receitas imitando carnes a base de glúten, numa tentativa nada saudável em evitar a todo custo as deliciosas e altamente biodisponíveis proteínas da carne. Juntando a carência de B12, isso explica porque certos seguidores da seita do alface sagrado tenham tanta dificuldade em entender argumentos básicos contra sua dieta, sendo extremamente raivosos e fanáticos, beirando a demência.

  3. Olá, gostaria de saber se posso trocar o pão de trigo por pão de centeio?
    O problema que andei pesquisando é que no pão de centeio também vai trigo, e é trigo branco. Será que vale a pena essa troca? Pois tem horas, como por exemplo a tarde que não tenho outro alimento para consumir, eu pratico musculação e preciso de X carboidratos; as frutas consumi pela manha e não me resta outra alternativa a não se o pão.

    • Bruna e Caio disse:

      Acho que se você pesquisar é possível encontrar pão de centeio puro. No entanto, não recomendamos o consumo de grãos, exceto um pouco de arroz branco para algumas pessoas em determinada circunstâncias. Após a musculação se há dificuldade em ganhar massa muscular, tubérculos e o arroz branco são as melhores opções. A Tapioca apesar de ser extremamente pobre em nutrientes, não possui o glúten, lecitinas e anti-nutrientes do pão de centeio. Aveia muito bem cozida creio ser uma opção melhor que o centeio, mas em último caso um pouco de centeio provavelmente não será tão prejudicial ou pode não ser prejudicial nestas circunstâncias (pós-treino), dependendo da sensibilidade ao alimento. Abs

  4. Andrea Maria Da Silva Rocha disse:

    Oi Bruna e Caio ! já vai fazer um ano que venho seguindo vocês e consegui fazer muitas mudanças aqui em casa. Nos alimentávamos muito com comidas industrializadas e gastava os tubos de dinheiro por causa de uma enxaqueca crônica que adquiri. Foi quando comecei a pesquisar as causas da enxaqueca: produtos industrializados e medicamentos coloridos e em excesso que só pioravam lá na frente.Conheci a dieta paleo e hj com quase um ano… me encontro 90% melhor! pois foram anos intoxicada com esses produtos e medicamentos. Hoje estou liberta dos medicamentos,das falsas comidas e meu filho já perdeu 7 kg ao longo desses meses,acabou aquela letargia e está praticandoTreino Funcional, a asia do meu marido melhorou demais, e isso pq ele diminuiu o refri e o pãozinho francês. Mais já é uma grande vitária! Parabéns a vcs pelo excelente trabalho !!!

  5. Valéria disse:

    Sempre q comia pao, bolo, biscoitos, pao de queijo essas coisas com farinha com cafe com acucar me dava uma queimacao no estomago horrivel… foi so diminuir a frequencia e qnt que foram dimiinuindo as queimacoes. Hj nao como mais e nao sinto mais nada. E os medicos nos entopem de medicamentos ai ai

  6. Olá… Bom dia… Uma informação…

    Não uso o trigo na alimentação…, mas preciso usar o farelo para batalhar com o intestino todos os dias.
    A PERGUNTA: Estou ingerindo o que não devo?
    Grato, Antonio

    • daniela disse:

      Experimente a farinha de banana verde, pois é excelente para o intestino, e não engorda. Eu pensava que meu intestino estava bom, com esta farinha está ótimo agora! Uso em vitaminas, sucos ou na comida.

  7. DENISE CORDEIRO DOS SANTOS disse:

    gostaria de uma relaçao de produtos que contenha o trigo e o glúten, se possível. obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *