Increva-se para receber conteúdo novo por email

Barriga de trigo: “Deixar o trigo é libertador”

Entrevista publicada no visao.sapo.pt

VISÃO  Quarta, 10 Abr

Entrevista: ‘Deixar o trigo é libertador’

O cardiologista norte-americano, de 55 anos, defende a abolição deste cereal da alimentação como remédio para diversos males – entre eles, o excesso de peso

dr davis

Porque começou a restringir o trigo aos seus doentes?

Os produtos com trigo, em qualquer das suas formas, apresentam o maior índice glicémico de todos os alimentos. Por isso, comecei a aconselhar os meus doentes diabéticos e pré-diabéticos a eliminarem esses produtos. Semanas depois, apareciam-me no consultório com menos 15 quilos e menos 10 centímetros de cintura. Além de terem deixado de ser diabéticos, terem perdido o refluxo, as dores nas articulações, as dores de cabeça, o mau humor e as noites mal dormidas. Registei melhorias fantásticas em todos os aspetos.

A que se devem essas mudanças tão radicais?

O trigo não é o mesmo que comíamos há 50 anos. Ele é manipulado geneticamente ou, para ser mais preciso, usam-se técnicas de mutagénese química, com efeitos em quem o consome, especialmente por causa da proteína gliadina, que revelou ser um estimulante de apetite. Especulando, acho que a indústria agroalimentar descobriu isso mas, em vez de avisar os consumidores, passou a adicioná-la a toda a comida processada. Depois, as pessoas não conseguem controlar o apetite, ficam obesas e o Governo culpa-nos de sermos preguiçosos.

Acha, então, que todas as pessoas devem abandonar o trigo?

Não há um humano que o consuma que não venha a sofrer consequências na sua saúde, elas apenas variam conforme a sensibilidade de cada um. A comida com trigo é para as massas. Costumo dizer que hoje em dia, é o grão dos ignorantes e dos desesperados, dos que passam fome. Aqueles que podem, não devem ajudar a esta exploração da doença humana. Sei que a sua abolição será impossível, porque há a indústria agroalimentar por trás de tudo isto.

Compara o trigo à heroína. Não será um pouco exagerado?

Comparo por causa do efeito opiáceo que a gliadina produz no nosso cérebro, estimulando o apetite e pensamentos nebulosos. Sabe-se que, em alguns casos patológicos, pode ter também efeitos a nível mental. Falo em aumento de paranóia, em esquizofrénicos, depressão em quem tem tendência para ela, obsessão com a comida entre os bulímicos… Há muita literatura sobre estes assuntos, mas não se fala nisso. Foi essa uma das razões porque decidi escrever o livro.

É difícil deixar de comer trigo…

É inconveniente, mas não difícil. E não se deve substituir uma coisa má por outra má, como os produtos sem glúten – esses, por causa dos substitutos que são utilizados na sua confeção, causam diabetes, hipertensão, doença cardíaca e cancro. Proponho sempre que se cozinhe em casa e até já publiquei um livro de receitas de comida saudável, sem trigo, sem açúcar e baixa em hidratos de carbono. Os meus doentes estão cientes de que podem continuar a ter bolos de anos, a comer coisas saborosas, mas com diferentes produtos. Sabe o que comi hoje ao pequeno-almoço? Duas bolachas de chocolate, um muffin de tangerina e uma mão cheia de mirtilos. Deixar o trigo é libertador, não limitador.

E para finalizar, uma ótima notícia… Eu vou te dar de presente meu novo ebook sobre dieta low-carb e cetogênica, aproveite para baixar GRÁTIS agora —>>> clique AQUI

Quer também ficar por dentro de tudo que está acontecendo de melhor no mundo da nutrição? Aproveite AGORA para seguir meu canal do youtube —–>>> Clique AQUI para seguir meu canal do youtube.

Outra notícia boa… Você está querendo emagrecer, mas está tendo dificuldades?? Então faça o coaching de emagrecimento para perder peso com tranquilidade de um jeito que você nunca tentou antes.

Me mande uma mensagem e agende uma consulta o quanto antes 😉

                          (11) 97533-8525                               

     Atendimento personalizado – Até 10x no cartão

Inscreva-se para receber artigos como este por e-mail!

5 Comentários

  1. Marco disse:

    Vocês são portugueses ? A tradução me pareceu muito complexa para o linguajar brasileiro.
    Gostaria de saber se jejum intermitente combina com dieta cetogênica !

  2. Luciane disse:

    Exatamente assim que me sinto à 3 semanas sem nada de trigo,é realmente libertador!!!esse pãozinho francês ia me matar kkkk

  3. Sonia disse:

    olá, eu não encontrei o nome desse cardiologista, na reportagem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Oi, eu sou o Caio Fleury, autor do blogSolicite atendimento personalizado em até 10x no cartão pelo meu Whatsapp ou cadastre seu email grátis, para ganhar meu novo e-book.

Junte-se a milhares de pessoas, ganhe motivação, exclusividade e controle da sua vida

Você está com dificuldades para perder peso?
Faça um atendimento personalizado em até 10x no cartão!

Converse comigo pelo Whatsapp: (11) 97533-8525

Atenção: Para receber o meu e-book GRATUITO sobre dieta low carb e Cetogênica, cadastre seu email abaixo!

×