As diretrizes estão equivocadas!

Por Dr. Andreas

O Comitê de Especialistas Diretrizes Dietéticas dos EUA  está ” completamente dissociado ” da Comunidade Científica.

prof

A dura crítica às orientações dietéticas de baixo teor de gordura dos EUA continua. As recomendações são o resultado de um comitê de peritos “completamente dissociado da comunidade científica de nível superior”? Isso é o que um dos pesquisadores e professores de nutrição mais importantes do mundo diz agora.

Seguem as citações do Professor Arne Astrup:

O comitê parece ser completamente dissociado da comunidade científica de nível superior, e desconhecem as evidências mais atualizadas. Existem hoje várias novas meta-análises de estudos observacionais e também de ensaios clínicos randomizados mostrando claramente que não há nenhum benefício na redução de gordura saturada na dieta. Todas as análises e pesquisas podem ser criticadas, mas estes meta-análises têm sido publicadas em revistas científicas, geralmente após revisões críticas por três a cinco cientistas independentes (incluindo um estatístico), e pelos editores especialistas, de modo que elas não podem e não deveriam ser ignoradas facilmente.

” Igualmente importante, escreveu Astrup, é que “os estudos científicos que foram a base para as recomendações de redução da gordura saturada foram reavaliados, e é bastante claro que hoje teríamos de concluir que não há evidências robustas para nos basearmos nestes conselhos”.

O mesmo, continuou ele, “aplica-se a importância da quantidade de carboidratos e as fontes dos mesmos. A redução total de carboidratos ou a seleção de carboidratos de baixo índice glicêmico são ferramentas bem documentadas para produção de perda de peso e tratamento da diabetes tipo 2 e são evidências muito boas de eficácia e segurança”.

 Comentário:

É bastante claro que há grandes mudanças chegando no campo da nutrição nos EUA, e o velho e mofado medo de gorduras está morrendo. A questão agora é quanto tempo isso vai levar. Será que os fiéis defensores dessa ideia continuarão defendo este conceito ultrapassado até suas aposentadorias, ou será que irão mudar?

banner livro

2 Comments

  1. dayse l g de andrade says:

    Já leio sobre o assunto tem algum tempo, mas como acabar com a compulsão de carboidratos simples que comemos a vida toda. Preciso mudar meus hábitos do q fico com muita fome.

    • Larissa says:

      O segredo, Dayse, é não desistir. Eu passei por um problema pessoal que me tirou completamente dos eixes, em termos de alimentação, e voltei a comer tudo quanto é porcaria. Do dia que decidi voltar à minha alimentação paleo/primal/low-carb até o dia em que realmente entrei de cabeça foram mais de 3 meses. Porque a gente só sente o poder de compulsão do carboidrato (especialmente o açúcar e a farinha) quando tentamos parar de comê-los e SIMPLESMENTE não conseguimos.

      Já faz um mês que voltei a comer de forma extremamente saudável e estou muito feliz. Não pare de tentar. Persistência e paciência são os conselhos que te dou.

      Beijos e boa sorte!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Inscreva-se

Siga-me no YouTube e junte-se a milhares de pessoas.




Escute meu podcast em casa, dirigindo ou caminhando.