Jejum regenera o pâncreas de diabéticos

Por: James Gallagher

imagem diabetes jejum r
O pâncreas pode ser acionado para regenerar-se através de um tipo de dieta com gordura e jejum, dizem pesquisadores dos EUA.

Restaurar a função do órgão – que ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue – inverteu os sintomas de diabetes em experimentos com animais. O estudo, publicado na revista Cell, diz que a dieta reinicia o corpo.

Especialistas disseram que as descobertas foram “potencialmente muito emocionantes”, pois a dieta testada pode se tornar um novo tratamento para a doença.

As pessoas são aconselhadas a não tentar sem aconselhamento médico.

Nas experiências, os ratinhos foram colocados numa forma de dieta com jejum.

Imita uma dieta humana na qual as pessoas passam cinco dias com uma dieta alta em gordura, baixa em proteínas e com baixo teor de carboidratos.

 Assemelha-se a uma dieta low-carb/ cetogênica com nozes e sopas de vegetais, mas baixa em calorias também.

Na pratica as pessoas teriam que comer uma dieta alta em gordura e mais liberal durante alguns dias, alternando com períodos de outros dias comendo uma dieta alta em gordura, porém muito baixa em carboidratos e calorias, com períodos de jejum.

Pesquisas anteriores sugerem tal dieta pode retardar o ritmo do envelhecimento.

Terapia para diabetes?

 

Mas experimentos com animais mostraram que esta dieta regenerava um tipo especial de célula no pâncreas chamada célula beta.

Estas são as células que detectam o açúcar no sangue e liberam o hormônio insulina se quando a glicose no sangue sobe

Dr. Valter Longo, da Universidade do Sul da Califórnia, disse: “Nossa conclusão é que, ao colocar os ratos por alguns dias em um estado extremo e em seguida, alimentá-los novamente, as células do pâncreas são acionadas para começar um tipo de reprogramação que reconstrói a parte do órgão que não estava mais funcionando”.

 

Houve benefícios tanto na diabetes tipo 1 como na diabetes tipo 2 nas experiências com os ratos.

Tipo 1 é causada pelo sistema imunológico destruindo as células beta no pâncreas e a tipo 2 é em grande parte causada por uma alimentação ruim, fazendo com que o corpo já não responda mais a ação da insulina.

Outros testes em amostras de tecido de pessoas com diabetes tipo 1 produziram efeitos semelhantes.

Dr. Longo disse: “Medicamente, estas descobertas têm o potencial de ser muito importante porque temos mostrado que você pode usar a dieta para reverter os sintomas da diabetes.

“Cientificamente, as descobertas são talvez ainda mais importantes porque nós mostramos que você pode usar a dieta para reprogramar células sem ter que fazer alterações genéticas”.
Ensaios clínicos separados da dieta em pessoas demonstraram melhoras nos níveis de açúcar no sangue. Os resultados mais recentes ajudam a explicar o porquê.

Entretanto, o Dr. Longo disse para as pessoas não saírem fazendo jejum sem ajuda profissional.

Ele disse à BBC: “Tudo se resume a não tentar isso em casa sozinho, mas sim com ajuda e da maneira correta”.

Dr. Emily Burns, gerente de comunicações de pesquisa da Diabetes UK, disse: “Esta é uma notícia potencialmente muito emocionante como as das pesquisas anteriores!”

“Pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 se beneficiariam imensamente de tratamentos que podem reparar ou regenerar as células produtoras de insulina no pâncreas”.

banner livro

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Anti-Spam by WP-SpamShield