História de sucesso Poliane Lotoski

Minha história com a dieta Primal

 

Nasci e fui criada no interior de Goiás, sempre tive uma alimentação bem caseira e típica e sempre fui muito magra, até depois de ter meus 3 filhos. Quando me casei, tive que me mudar para o exterior e por isso tive que mudar a minha alimentação. Como meu esposo é vegetariano, eu comecei a acompanhá-lo por praticidade mesmo, mas comia carne de vez enquando, quando o corpo pedia. Passei a comer muita batata, pão, macarrão, enfim, me encher de carboidratos e  por isso engordei muito rápido.

Não entendia o que estava acontecendo exatamente, cheguei até mesmo a pensar que por minha alimentação ser pouco frequente (geralmente era 3x ao dia), meu metabolismo não funcionava direito. Então logo comecei a comer a cada 3h contando no relógio, programava até mesmo um alarme para me lembrar, mas isso fez com que minha fome aumentasse, fazendo com que eu ficasse obcecada com minha alimentação, me levando contar até os minutos para comer de novo. Fiquei mais preocupada ainda com meu peso, resolvi mudar e pegar pesado mesmo nos exercícios, corria horas na esteira, comprei muitos equipamentos para praticar em casa e passei a frequentar mais a academia. Não obtive nenhum resultado satisfatório, por isso fui mais além e tomei a decisão de me tornar vegetariana de vez. Cortei toda a gordura, passei a comer pães integrais com queijos magros, o que não deu certo, é claro. Gastava uma fortuna com “alimentos integrais saudáveis”, comia bastante açúcar na forma de frutas e sucos.

Como estou passando uma temporada no Egito, país Islâmico onde mulher não tem tanta ajuda em academias, passei a pesquisar bastante como executar os exercícios corretamente, pois sabia que ninguém iria me ajudar. Entretanto, fui pesquisar sobre exercícios para barriga na internet e logo me deparei com uma foto do abdômen do Caio em um artigo com um título que achei totalmente ridículo, tão ridículo que resolvi ler. Fiquei horrorizada com as loucuras que estavam escritas no blog e com os comentários dos loucos que acreditavam e acompanhavam o site. Com o tempo fui ficando muito curiosa sobre esta dieta maluca e passei a pesquisar mais, pois aquilo não poderia ser verdade de jeito nenhum! Em determinado momento minha ficha caiu, bati de cara com a ciência me provando que tudo em que eu acreditava estava errado. Entrei em choque e minha vida passou como um filme em minha mente. Voltei no tempo e enfim descobri os motivos de eu ter engordado nos últimos 2 anos.

Li bastante e ainda leio muito sobre o assunto, mas me convenci muito rápido de que a dieta Primal baseada no que nossos ancestrais consumiam é a dieta mais saudável, por isso logo mudei a minha alimentação de uma só vez, porque estava muito decidida e não queria perder mais tempo. Faz pouco mais de 2 meses que descobri a dieta e desde então minha vida mudou. Já estou bem acostumada com as mudanças e não vou voltar atrás de jeito nenhum, pois os benefícios se tornaram tão evidentes e além do mais eu prezo demais por minha saúde para voltar a comer veneno.

Nunca fiz nenhuma dieta louca, apesar de comer errado eu seguia as orientações convencionais corretamente, porém quando resolvi fazer uma dieta foi “a dieta” e o meu corpo respondeu muito rápido. Alguns dias, por exemplo eu me senti como no período pós-parto dos meus filhos, quando por estar acostumada com a gravidez sentia falta da barriga. Eu passava a mão em minha cintura e via que estava faltando um pedaço ali, de modo que  parecia ser outra pessoa. Eu estava com 72kg e queria perder 10kg. Com 1 mês de dieta eu já estava pesando 64kg, mas ainda quero chegar pelo menos até os  62kg. Não costumo usar o espelho ou roupas como referência, sempre me baseei mais na balança digital ou em roupas, por isso quando sai com minhas amigas me assustei quando vi uma foto que tiramos juntas, pois não acreditava que estava magra daquele jeito. Atualmente eu faço musculação voltada para força e ganho de massa muscular e estou admirada com o quanto ganhei de massa muscular e perdi de gordura.

IMG_1148

O sucesso do meu filho:

 

O sucesso com a minha dieta se tornou tão notável que resolvi colocar meu filho para seguir a dieta Primal. Tenho 3 filhos, o mais velho de 11 anos estava com o peso que eu tinha quando eu engravidei dele, 56kg. Ele estava muito triste, porque queria emagrecer, mas passava fome, fazia muitos exercícios e não emagrecia nada. Ele é tímido e estava virando mais tímido ainda, com baixa auto-estima e passava por todos os problemas que uma criança obesa sofre. No início eu o obrigava a seguir a dieta, mas ele não gostava muito de alguns alimentos, como os ovos e gostava de “alimentos” como pães. Fui persistente e mesmo com toda a dificuldade eu punha ele para comer 2 ovos fritos na manteiga ghee no café da manhã, fazia a marmita dele para levar para a escola com comida de verdade e também parei de dar dinheiro para evitar que ele comprasse comida. Ficava com dó quando ele me falava que tinha vergonha de comer na escola o que ele estava comendo, mas mantive a dieta dele e fui explicando pra ele o porquê dele seguir esta dieta. Logo passou a receber elogios na escola, sentiu na própria pele e viu com os próprios olhos seu emagrecimento, sua vergonha passou e ele começou a falar sobre o estilo de vida para os colegas e professores e até mesmo incentivá-los a seguir a dieta Primal. Muitos, notando sua mudança, aderiram à dieta ou algo parecido e estão tendo resultados também.

Atualmente ele é mais inteligente, ficou popular na escola, em outras palavras, virou outra criança. Começou a se exercitar da forma correta e está entrando em forma. Hoje ele já pensa no corpo que ele quer ter quando crescer e que quer treinar para hipertrofia no futuro. Ainda precisa perder um pouquinho de peso e já não está perdendo peso tão rápido como antes, mas vou manter a alimentação dele do jeito que está.

 

Meu marido:

 

Meu marido estava muito acima do peso e com a barriga muito grande e dura. Tinha problemas de digestão, alergias na pele e coceiras inexplicáveis. Quando ele viu a minha mudança e do meu filho, ele me pediu para ajudá-lo à emagrecer. Pensei que seria muito difícil para ele, pois não come carne, mas abria mão de vez enquando para comer peixes, frutos do mar, ovos, leite e derivados. Sei que não é bem vegetariano, mas ele estava caminhando para se tornar um por completo. Eu pensava que ele tinha que comer muita proteína porque ainda não tinha entendido muito bem a ideia, mas depois descobri que a dieta usava a gordura como principal fonte de calorias e não a proteína e logo ficou tudo mais fácil. Ele disse que faria um teste de 1 mês e nesse mês emagreceu 8kg. Disse que não vai mais parar, que será pra vida toda. Faz um pouco mais de 1 mês que ele está seguindo a dieta Primal e ainda precisa emagrecer bastante, mas os problemas digestivos, alergias e coceiras acabaram e está bem mais disposto.

Os meus outros dois filhos são muito magros, mas entraram na ideia da dieta também. Hoje eles mesmos evitam doces e não comem nada com trigo. Comem de tudo desde que seja livre de grãos e açúcar e estou conseguindo fazer com que eles ganhem massa magra comendo comida de verdade.

 Estou vendo progressos em meu corpo e em minha vida e é só isso que me interessa no momento. Só tenho a agradecer a Deus por proporcionar o meu encontro com este blog. Foi aqui que tive o primeiro contato e obtive informações sobre este estilo de vida. Abandonei a antiga vida sem olhar pra trás. Não sinto mais fome constantemente como sentia antes, tenho tempo para elaborar pratos bonitos e apetitosos sem pressa de comer, pois agora tenho prazer em cozinhar, uma vez que a comida não é mais minha inimiga e temos uma relação maravilhosa ☺. Sentamos todos à mesa para a refeição e comemos com calma. Porque não estamos morrendo de fome como antes. Vocês mudaram o rumo das nossas vidas e não estou exagerando quando digo isso. Vocês mudaram a nossa história.

Tenho muito que agradecer à você Caio pelo excelente trabalho que faz e gostaria também de agradecer ao Dr. Souto que é sempre muito prestativo e atencioso. Deus irá retribuir o bem que vocês fazem.

IMG_1004

Abraços!

banner livro

21 Comentários

  1. Clarissa

    Impressionante!
    É o tipo de depoimento que comprova que a mudança vai “muito além do peso”!
    Parabéns, Poliane! Pela dedicação, que é “mãe” do sucesso!
    Parabéns, Caio e Bruna!
    Divulgar esse estilo de vida “de doido” requer coragem e paciência!

    Responder
    1. Polly

      Obrigada Clarissa :)

      Responder
  2. Flávio

    Parabéns Poliane!
    A sua determinação proporcionou o sucesso a você e aos seus.
    Parabéns Caio e Bruna!

    Responder
    1. Polly

      Obrigada Caio e Bruna!
      Deus abençoe vcs :)

      Responder
      1. Polly

        Ops, respondi errado acima hehehe

        Obrigada Flávio!

        Responder
  3. Jussara

    “Conheço” a Poliane de alguns comentários no blog do dr Souto. A mudança no peso e saúde foram incríveis em tão pouco tempo, e o corpo, pelas fotos, respondeu super bem. Parabéns, Poliane!
    Parabéns também à Bruna e ao Caio, tão jovens e comprometidos com a boa alimentação e a sua divulgação.

    Responder
    1. Polly

      Obrigada Jussara :)

      Responder
      1. Jussara

        Poliane, não sei se entendi direito, mas você faz exercícios em casa? Gostaria de saber que tipo de exercício você faz, e quantas vezes por semana (eu faço em casa, frequentei academia por muito tempo e enjoei, tenho boa consciência corporal, mas estou querendo mudar o meu programa, por isso pergunto). Nesse tempo seguindo a páleo, você nunca fura a dieta?
        Abraços, e parabéns novamente.

        Responder
        1. Polly

          Jussara, eu na maioria das vezes treino em casa mesmo. Estava frequentando a academia somente nos dias de treinar pernas por causa dos equipamentos. Mas agora estou treinando StrongLifts 5×5 que são exercícios mais simples e rápidos e não tenho necessidade de academia pq tbm tenho consciência corporal. Mas às vezes ainda vou, geralmente é quando aumento o peso e coincide ser no dia do supino pq eu tenho medo de acidentes e na academia eu tenho a segurança dos apoios da cadeira. Treino 3x por semana durante uns 45 minutos. Faço o programa Tabata 2x semana pela manhã em jejum. E faço alguns abdominais mais sem exageros, geralmente em forma de prancha.
          Tbm não gosto de academia e mil vezes prefiro treinar em casa.
          Eu sou muito decidida sabe, e nem chamaria isso de dieta pq eu adoro e não sinto vontades de furar. Já tive vontades de comer doces e comi chocolate amargo, fiquei com dor na consciência pq comi uns 4 pedaços, daí vi o Dr Souto falando que desde que fosse 70% cacau poderia até ser mais e fiquei mais tranquila. Mas foi só uma vez e espero ter a força da minha musa inspiradora que é a Claudia e abandonar qualquer tipo de doce de vez.
          Se quiser saber sobre o treinamento que eu faço é só pesquisar por ele que é fácil encontrar e acho que é um dos que mais mostram resultados e de uma forma rápida, mas vc precisa dizer adeus as suas mãozinhas de princesa pq dá bastante calos.
          Qualquer coisa me pergunta plhassan@icloud.com

          Bjs

          Responder
          1. Jussara

            Obrigada pela resposta, Polly. Não conhecia o StrongLifts 5×5; o bom é que parece ser mesmo simples e gasta-se menos tempo. Mas devido ao aumento progressivo de peso a cada série, penso que o melhor é ser feito na academia mesmo. Eu ando meio enjoada do programa que sigo, e estou pensando em mudar.
            Sim, eu ainda falo “dieta”, mas é vício de linguagem e modo de falar, pois também encaro como um novo estilo de vida e alimentação. A Claudia Vilaça é mesmo uma inspiração, um verdadeiro exemplo de comer “healthy and clean”.
            Hehehe, eu tenho dois calos de “estimação” da época em que fazia musculação, mas foi só começar a usar luvas que eles pararam de aparecer.
            Bjs.

  4. Bernard (MD)

    Poliane,
    Me emocionei com o seu depoimento. Pois também conheci a dieta Paleo através do Bruna e do Caio, tanto é que comprei o livro do Caio (adorei!!!!). E como você, também sou extremamente grato ao Dr. Souto também, pois muito me ajudou. Estou há 6 meses na dieta, e perdi quase 11 kg, ganhei saúde, disposição, bom humor, autoestima, etc….
    Este caminho não tem volta. Graças a Deus.
    Somos seres abençoados, por ter tido o privilégio de conhecermos Pessoas tão bem intencionadas!!! Obrigadão, Bruna & Caio!! E Parabéns Poliane!! (Lindas palavras!!!)
    Abraço Paleo à Todos, de um predador, carnívoro e comedor de “gorduraentupidoradearteria” (brincadeirinha!!).

    Responder
    1. Polly

      Obrigada Bernard!
      Eu tbm comprei o livro, é maravilhoso mesmo, deixa tudo muito claro.
      Ainda bem que essas pessoas abençoadas vão viver muito tempo por causa da dieta, assim ajudarão muito mais pessoas :)
      Eu sempre penso, e comento sobre isso quando tenho a oportunidade “Será que eles não recebem nenhuma ameaça por propagar a verdade desta forma e gratuitamente?”
      Só temos a agradecer mesmo pelo excelente trabalho desta turma.

      Abraços!

      Responder
  5. Bruno Chagas

    Bela reportagem!

    Responder
  6. Marina Medeiro

    Muito legal ver as histórias aqui, me incentiva muito. A comecei essa dieta a umas duas semanas e logo nos três primeiros dias (TRÊS primeiros DIAS!!!) já notei uma diferença enorme: fiz exames de sangue e fui diagnosticada com tireoidite de hashimoto/hipodireoidismo. Eu já estava apresentando bócio (aumento da tireóide), de uma forma bem notável (não quando as pessoas olhavam para mim normalmente, mas quando eu falava sobre o problema, todos reparavam e se assustavam com a bola no meu pescoço…rs). Isso estava me deixando com a autoestima lá em baixo. E em três dias esse volume da minha tireóide diminuiu consideravelmente. Fiz técnico em nutrição e sou formada em Biologia, e creio que nada nessa vida acontece por acaso. Desde que comecei a ler sobre a dieta (com a sabedoria medíocre que tinha, de “coma grãos e carboidrato deve ser a base da sua dieta”) achei um absurdo no começo e resolvi pesquisar com um olhar mais científico. Com a bagagem do que já estudei, não foi difícil entender a lógica científica da dieta e como funciona insulina, hormônios e etc. Me senti tão burra e me perguntava ‘como nunca tinha questionado nada disso antes?’. Enfim… muito feliz com essa dieta. A única parte chata é que as pessoas parecem sentir prazer em tentar me empurrar açúcar e trigo e sempre se escandalizam quando eu falo que não como mais trigo/grãos e restrinjo carboidrato em grande quantidade. Lá em casa me apelidaram de ‘RADICAL’. E eu sempre tento desafiar as pessoas a tentar essa dieta e me contarem os resultados, rsrs. Beijos e Deus os abençoe!

    Responder
    1. Bruna e Caio (Publicações do Autor)

      Olá Marina, mande sua história para nós! Abs

      Responder
  7. Ana Paula Farinelli

    Poliane,

    Que sensacional sua história… Depois que a gente conhece a paleo, realmente muda a forma de pensar!

    Parabéns.

    Responder
  8. Iceman

    Não sigo bem a primal, sigo mais a low carb.
    Cortei todo tipo de alimento processado e refinado, principalmente açúcar, carboidratos e glúten.
    E desde que comecei a dieta, toda vez que me excedo nos carboidratos tenho prejuízos, se forem refinados então, é garantia de passar mal.
    Segunda e terça dei uma carregada nos carboidratos, comi batata doce e muitas frutas in natura.
    Já ontem o resultado era perpeptível, mas demorou para entender o que estava acontecendo e só hoje de manhã é que me toquei que foi devido aos carboidratos que comi.
    Não passei mal, mas na terça feira acordei deprimido, sem energia, cansado, sem disposição, com um mau humor colossal.
    Hoje foi pior ainda, perdi a hora, foi extremamente difícil levantar da cama, o dia está improdutivo.
    Mas como logo de manhã percebi que deveria ser algum problema com a dieta, já tomei minhas providências, fiz um jejum de 12 horas, tomando só um café puro pela manhã.
    No almoço não comi nada de carboidratos e a coisa já começou melhorar.
    Senti que pela hora do almoço meu humor já estava bem melhor.

    Não mudo mais, dieta low carb para sempre.
    E estou pensando seriamente em experimentar um período de jejum intermitente ou mesmo a dieta do guerreiro. Quem fez relata um aumento considerável na energia, disposição, foco, capacidade de concentração, agilidade mental etc.
    Tenho muita vontade de experimentar esse boost.

    Responder
  9. priscila lopes

    Que depoimento lindo!!!

    Responder
  10. Jucelino Salvador

    Vou tentar dizer alguma coisa,pois estou chorando. Tudo começou com meu acidente de moto, pois só assim para ter tempo de ler e se informar, no período de convalescença pude ler o livro negro do açúcar, e neste livro o autor comentava do livro Blue Sugar, até deixei de ler o anterior.Na sequência vi algumas coisas sobre um grupo de americanos que usavam a dieta paleolítica, com desdém falei, dieta de bacana,mas ao me aprofundar no assunto, cheguei as conclusões obvias, ao parar de comer açúcar e tomar leite, em três messes não precisava mais usar descongestionantes, para encerrar uma tragédia me trouce muitos benefícios, pois a falta de tempo é uma das razões que a indústria tem ganhado tempo para manter-se.Abraço queridos….=/;)

    Responder
  11. Milena Sales

    Ola Caio. Descobri essa maravilha de dieta no site do Rodrigo Polesso, onde exclui totalmente o açúcar e eu gosto de café , mais não consigo tomar sem adoçar, e tb que na dieta low carb existem ate receitas que levam stevia, posso consumila? ou aumenta o índice glicêmico … poderia falar um pouco sobre isso? Comecei a fazer a dieta à 5 dias e emagreci 2k, mais estaguinei no peso , pode ter sido por causa da stevia? o que posso fazer pra perder mais peso?

    Responder
    1. Bruna e Caio (Publicações do Autor)

      Excesso de carbs, ou excesso de energia. Muito obrigado =)

      Responder

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Anti-Spam by WP-SpamShield

Show Buttons
Entre em contato
Hide Buttons