A dieta alta em carboidratos é uma péssima ideia!

Podcast 8 –  Rádio Primal Brasil

abdomen

Neste podcast você vai encontrar:

  • Porque a dieta alta em carboidratos é uma péssima ideia.
  • Quando a dieta cetogênica pode funcionar melhor.
  • Por que pessoas com resistência à insulina não toleram bem os carbs.
  • Uma dieta moderada em carboidratos é ruim para todos?
  • Qual a quantidade de carboidratos de cada alimento.
  • Resposta às dúvidas dos leitores e muito mais.

Notas: 4,5kg foi perdido ao longo de um ano no grupo de participantes com baixa resistência à insulina em uma dieta alta em carboidratos com relação a 6kg perdidos com a dieta low-carb.

Em contra partida 1kg foi perdido em um ano no grupo de participantes com alta resistência à insulina em uma dieta alta em carboidratos com relação a 6kg perdidos com a dieta low-carb.

resistencia a insulina noakes

Modelo de Noakes: Quanto maior a resistência à insulina de alguém, menor a tolerância aos carboidratos e a perda de peso com os mesmos.

6 Comentários

  1. Jade

    então os carbos paleo estão liberados para quem precisa ganhar peso, certo?

    Responder
  2. Fabiana

    Pessoal, gostaria de pedir pra vcs disponibilizarem os podcasts em mp3 pois, as vezes quem escuta no trabalho não pode ver vídeos.

    Responder
    1. Bruna e Caio (Publicações do Autor)

      Obrigado Fabiana. O servidor não permite, mas em breve estará disponível sim =) Dá para escutar no carro por enquanto! rrs

      Responder
  3. Valter Ribeiro Nogueira

    Gosto muito do Site primal brasil tenho aprendido muito. Gostaria de uma orientação: tenho um metro e sessenta e seis centímetros.Faz nove meses que estou praticando a dieta paleo restrita. Tinha 58 quilos e embora magro estava com muita barriga por comer muita coisa com glúten. Faço musculação e nesse tempo adquiri boa definição , força física disposição e nunca me senti tão bem. Como tenh intestino irritável não posso comer brócolis, batata doce, etc. Após 9 meses meu peso caiu demais, pois fui para 47 quilos. Fiz vários exames de sangue e o médico disse que estou clinicamente ótimo, mas meu peso está muito baixo e talvez precise entrar com medicação e que devo comer bastante carboidrato. Como tenho intestino irritável estou comendo bastante arroz . é melhor neste caso comer arroz integral, branco ou misturar o integral com o branco, a fim de recuperar mais rapidamente o meu peso? Alguns médicos dizem que o peso muito baixo pode afetar o sistema imunológico, além disso tenho osteoporose e faz uns 20 anos que estou tratando. Infelizmente os médicos só mandam tomar cálcio com vitamina d e nada falam sobre alimentação. Coincidiu de piorar um pouco a minha osteoporose, conforme o exame de densiometria co a rápida perda de peso. O que voce me aconselha para recuperar meu peso sem abrir mão da dieta paleo, uma vez que nunca me senti tão bem com ela? Obrigado . Valter

    Responder
  4. Valter Ribeiro Nogueira

    Em tempo conforme citei acima no meu comentário alem de perder mais de 10 quilos também diminui mais de 7 centímetros na cintura. Para recuperar o peso levando em conta que não posso comer muita coisa por causa do intestino irritável estou comendo juntamente com o arroz durante o almoço e a janta e nos lanches da manha , da tarde e da noite várias bananas prata e algumas maças. UM ABRAÇO Valter

    Responder
  5. Valter Ribeiro Nogueira

    Quando eu disse que gostaria de recuperar o meu peso e se possível até aumentar bem não é com gordura principalmente na cintura, mas sim com massa magra que é saudável. O problema é que os carboidratos indicados pela dieta paleo ou primal em sua maioria , ou totalidade eu não posso usar. A minha preocupação de usar arroz branco em quantidade, bem como banana prata e maça e talvez mandioquinha que não me faz mal é o alto índice glicemico, como voce sempre tem alertado. Qual seria uma saída para mim? Como já mencionei nunca me senti tão bem , disposto, com amelhora da memoria, libido, força física, disposi~~aoção,etc
    c

    Responder

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Anti-Spam by WP-SpamShield