Detox de Carnaval

E mais um Carnaval chega ao fim… E, mesmo que você não tenha se esbaldado na folia, as chances são grandes que tenha saído da dieta. Uma bebidinha a mais ali, um pestisco saboroso acolá… tudo bem, faz parte da vida né? Mas o feriado acaba e é hora de por ordem na casa!

Pensando nisso, elaborei um cardápio especial para fazer uma limpeza no organismo e expulsar aqueles quilinhos a mais que possam ter se acumulado durante o carnaval. Nestes dias, vamos consumir poucos carboidratos, para acelerar o metabolismo e a queima de gordura. Mas nada de passar fome! Você vai ver que dá para seguir a dieta sem ter que passar vontade. O cardápio abaixo pode ser seguido por tempo indeterminado, já que você não estará se privando de nenhum nutriente. No entanto, é possível que você queira adicionar mais carboidratos à sua dieta, assim que atingir os resultados desejados.

Cardápio Detox de Carnaval

Café da manha

1 copo de suco verde (conhecido também como suco de clorofila)

Bata duas folhas de couve-manteiga orgânica e uma maçã grande. Se quiser, adicione duas colheres de quinoa germinada (para germinar a quinoa, deixe-a de molho em um copo de água por 4h, despreze a água e lave a quinoa, e use no suco). Coe e tome e em seguida. O suco verde é rico em antioxidantes, que previne o envelhecimento das células. Ele também ativa os glóbulos brancos, melhorando assim a imunidade.

Se sentir fome:

– 2 ovos mexidos, feitos no óleo de coco e temperados com pimenta

A pimenta é um alimento termogênico que vai acelerar seu metabolismo. O óleo de coco, além de ajudar muito no emagrecimento, tem outros benefícios que você confere aqui.

 

Almoço

Qualquer carne de sua preferência serve aqui, mas eu recomendaria um peixe gordo (salmão, sardinha, atum ou meca) assado, com um gostoso molho fresco de tomates e cebola. Isso porque os peixes possuem grandes quanitdades de omega 3, ácido graxo essencial pouco presente na dieta ocidental, que ajuda a combater a inflamação e diminui os riscos de doença cardíaca.

Para acompanhar, faça uma salada de folhas verdes escuras, como rúcula, agrião e espinafre, por exemplo, temperadas com bastante azeite de oliva e mostarda natural! Fica uma delícia! As folhas verdes escuras são ricas em antioxidantes também, e possuem vitamina C, betacaroteno, cálcio, ferro e potássio.

 

Lanche da tarde

2h após o almoço, tome uma xícara de chá verde ou chá branco (natural, nada de chá de latinha), de preferência quente. O chá verde possui diversas propriedades, além do seu efeito antioxidante, também é relacionado à prevenção de câncer, artrite, doenças cardiovasculares e imunidade. Tomar uma xícara de chá verde por dia (eu sou viciada!) é um ótimo hábito para adotar no seu dia a dia.

Depois do chá, coma uma porção de castanhas, ricas em minerais e gorduras boas, que vão te dar saciedade e fazem bem ao corpo

Se ainda tiver fome, também pode comer um abacate, batido com 100 ml de suco de maracujá natural e óleo de coco.

 

Jantar

Eu gosto muito de carne moída, serve para diversos pratos e é facil de fazer. Minha sugestão aqui é preparar uma quantidade razoável para o número de dias que deseja fazer o detox. Você pode consumi-la refogada, ou também montar hambúrgueres e almôndegas, para os outros dias.

Para acompanhar a carne, sugiro uma abobrinha ou cenoura refogada, ou algum outro legume de sua preferência. Brócolis também são uma opção excelente, e têm bastante proteína, um macronutriente essencial para o emagrecimento.

 

Espero que tenham gostado da sugestão para o detox! Quero saber dos resultados depois!

 

5 Comentários

  1. Marcelo Boz

    Meu suco verde eu faço sempre assim:
    1 – Aguá mineral;
    2 – Grama de trigo;
    3 – Aipo;
    4 – Salsinha;
    5 – Uma outra terceira verdura pra variar (couve, espinhafre, bertalha etc, etc.).

    Bato tudo no liquidificador, passo no coador e bebo na hora. A absorção se dá rápido e sem sintomas digestivos.

    É bastente mineralizante. Se pudesse tomava uns cinco copos desses por dia.

    Responder
    1. Bruna machado (Publicações do Autor)

      Nossa, que delícia! Não fica amargo? Quero experimentar!

      Responder
  2. Marcelo Boz

    Sim é amargo, não é como um suco de frutas.
    Fica amargo, com gosto de mato mesmo.

    A grama de trigo, eu esqueci de dizer, “faço-a” personalizada pra mim.

    Explico:
    Compro sementes de trigo germináveis sem FUNGICIDAS, e as germino usando minha genética.
    Ou seja, pego um punhado das sementes, ponho-as na minha boca, abaixo da língua e assim ficam por 10 minutos sendo umedecidas em minha saliva. Depois as ponho numa das palmas da mão e exponho-as ao sol por mais 2 minutos. Fecho as mãos com as sementes dentro por mais 2 minutos e, ao abrir novamente, assopro sobre elas até ficarem quase secas. Logo após, planto as sementes em vaso com terra boa.
    Repare que todo o processo para fazer a semente germinar que acontece na natureza foi feito a partir de mim, de fluidos de meu próprio corpo. Da minha genética!
    Após o plantio, cuide exclusivamente você mesma dos vasos, até colher as graminhas após duas semanas, quando elas estarão com uns 12cm.

    Na verdade, eu faço essa pratica com grama de trigo, pois moro em apartamento e tenho pouco espaço. Mas o certo seria fazer com plantas de horta que gerem frutos, como é o caso de tomates, pepinos, etc. Inclusive esses frutos personalizados geneticamente, após estarem maduros e prontos para colheita, ficam com cor e forma bem diferentes do que seria num plantio comum.

    Responder
    1. Bruna machado (Publicações do Autor)

      Nossa Marcelo, que diferente!

      Não conhecia essa técnica de cultivo usando a própria genética! Onde vc aprendeu isso?

      Tem alguma literatura sobre o assunto? Fiquei interessada e gostaria de saber mais!

      Abraços

      Responder
  3. Marcelo Boz

    Olá Bruna,

    Há muito tempo, ainda com 15 anos, escutei isso de uma moça com traços indigenas, de Altamira, interior do Pará, que já viu índios da Amazonia fazendo essa pratica de salivar as sementes antes de planta-las. E que os frutos dessa planta vinham com a capacidade de deixar mais forte e, até mesmo curar uma possivel doença nas pessoas que os plantou assim.

    Por acaso conversei com uma amiga , que não via a muito tempo, meio esotérica, sobre isso.
    Ela disse que leu um livro russo já traduzido para o inglês que os povos antigos da Rússia também já tinham essa pratica.

    Acho que vários povos antigos ao redor do mundo já conheciam essa plantio personalizado.

    Sobre o nome do livro, desculpe. Não perguntei o nome a ela.

    Mas a prática, conforme explanei, foi essa amiga que me ensinou passo a passo durante a conversa que tivemos. Disse que fez com tomates e funcionou.

    Logo após os frutos ficarem maduros, devem ser consumidos na sua forma natural. Não devem ser cozidos. Comer sempre desses frutos personalizados, ajuda muito a previnir doenças.

    Responder

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comments Protected by WP-SpamShield Spam Blocker

Show Buttons
Compartilhe no Face
Entre em contato
Hide Buttons