A gordura saturada e o paradoxo europeu

Este texto é uma tradução livre de “Stunning: Saturated Fat and the European Paradox“, publicado pelo Diet Doctor em seu site.

Menos gordura saturada, mais doenças cardíacas. Mais gordura saturada, menos doenças cardíacas.

Menos gordura saturada, mais doenças cardíacas.
Mais gordura saturada, menos doenças cardíacas.

Uau. Isso é impressionante.

Você já ouviu falar do paradoxo francês? Os franceses tradicionalmente consomem muita gordura saturada, como a manteiga – mesmo assim, eles geralmente tem menos doenças cardíacas do que outras populações. Muito esforço mental foi perdido tentando explicar isto – seria o vinho tinto que os protegem?

Não é um paradoxo. Claro, a ciência moderna claramente mostra que não há nenhuma conexão entre a gordura saturada e as doenças cardíacas. Isto não é nenhum segredo. Mas agora isso fica ainda mais interessante:

Eu acabei de ver o diagrama acima, publicado no Nutrition Journal. É baseado em estatísticas WHO e FAO sobre o consumo médio de gordura saturada em 41 países europeus em 1998 (os dados mais recentes disponíveis), e o risco ajustado para a idade em morrer por doenças cardíacas. Eu adicionei algumas explicações.

Mais gordura saturada, menos doenças

É surpreendente. O paradoxo francês é na verdade o paradoxo francês-suíço-islandês-sueco-alemão-austríaco-etc.

  1.  A frança consome a maior quantidade de gordura saturada e tem as menores taxas de morte por doenças cardíacas em toda a Europa.
  2. A suíça é o segundo país a consumir mais gordura saturada e tem a segunda menor taca de mortalidade.
  3. Os países consumindo mais gordura saturada tem menos doenças cardíacas, ponto.

 Menos gordura saturada, mais doenças cardíacas

E os países consumindo menos gordura saturada? Como a Geórgia, Moldávia, Azerbaijão, etc? Bem, eles parecem ter as maiores taxas de mortalidade por doenças cardíacas na Europa.

É um paradoxo pan-europeu agora.

Tem certeza que vai evitar este prato?

Tem certeza que vai evitar este prato?

O que isso significa?

As correlações entre as populações, como estas, são conhecidas como dados ecológicos. Na verdade, isso não prova nada. Em outras palavras, o diagrama acima não prova que a gordura saturada protege contra doenças cardíacas. Existem, obviamente, muitas outras diferenças entre estas populações, não apenas o consumo de gordura saturada.

Mas um diagrama como esse pode ajudar a não comprovar uma teoria.  É difícil imaginar como a gordura saturada pode ser uma grande causa de doenças cardíacas, quando as populações europeias que abusam do seu consumo são muito mais saudáveis, sem exceção.

Seria isso uma coincidência estranha? Será que a gordura saturada ainda pode ser ruim? O que você acha?

P.S.

 Recentemente, quando eu entrevistei o professor Loren Cordain sobre nossos ancestrais caçadores-coletores, o palpite dele era que eles consumiam em média 15% de suas calorias de gordura saturada.

Se isso é verdade significa que nosso genes deveriam ser bem adaptados a consumir 15% de gordura saturada. Isso é mais do que o dobro do máximo aconselhado pelos “gordurofóbicos”  obsoletos da USDA e outros. Mas é praticamente a mesma quantidade consumida pelas populações saudáveis da Europa hoje. Coincidência?

Colesterol

10 Comentários

  1. elielson

    e sobre a gordura que se acumula no figado,sera q isso naum seria problema numa dieta com bastante gorduras??

    Responder
  2. elielson

    boa tarde galera,gostaria de saber os mecanismos do acumulo de gordura no figado,se um adieta alta em gorduras contribue pra isso ou nao??

    Responder
  3. Kris

    Elielson, aqui uma explicação do Dr carlos Souto que é um médico Paleo: “Comer gordura não leva a acúmulo de gordura no fígado – não há nenhuma evidência neste sentido! Isso é desconhecimento de bioquímica básica, não tem nada a ver com ter inclinações páleo ou não, é ignorância mesmo.

    O que leva à esteatose é o fato de o fígado precisar converter grande quantidade de carboidratos (especialmente frutose) em triglicerídeos, excedendo a capacidade do VLDL em transportá-los para o sangue, criando acúmulos intracelulares de gordura. O tratamento mais eficiente para fígado gorduroso é a restrição de carboidratos (e, por conseguinte, de frutose – lembrando que a sacarose (açúcar de mesa) é composta por 50% de glicose e 50% de frutose)).”

    A site dele é http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/sindrome-metabolica-o-flagelo-moderno.html

    Responder
    1. elielson

      mt obrigado pela explicaçao,ah eu conhço o blog do Dr Souto,e atraves desses 2 blogs principalmente eh q decide me dedicar a uma dieta primal,amo esse site e outros mais que nos trazem informaçoes taum preciosas,eu ja li todas as materias desse site e o visito todos os dias em busca de mais conhecimento,parabensssssssssssssss mesmo por essa iniciativa taum importante pra nossa saude.era so uma duvidazinha mesmo,a ultima q eu tinha,rsrsrs
      alias a penultima,so tenho a ultima rsrsrs
      assim,ja ouvi falar que comer mt gordura diminue a produçao de oxido nitrico e com isso a vasodilataçao,eu faço academia e acho mt importante ter uma boa vasodilataçao.se puder esclarecer mais essa duvida agradeço desde já!!

      Responder
      1. Kris

        Ah que bom que a explicação te ajudou a entender, eu não sou dona do site não! So sou uma pessoa que pratica o estilo de alimentação há pouco tempo, então quando olhei sua pergunta logo pensei na resposta que o Dr Souto tinha. Realmente o Caio e a Bruna que são os criadores da primal Brasil estão de parabéns, muitas coisas aprendi por aqui. Agora infelizmente não sei te responder a questão do oxido nitrico, fiquei até curiosa vou pesquisar! Boa sorte com a dieta e com ctza vc vai se sentir bem melhor!

        Responder
        1. elielson

          ah ta nem tinha reparado o nome,kkkkk
          otima resposta,que tal abrir seu proprio blog?rsrsrs
          fico no aguardo ta?da resposta,e do blog,kkkk

          Responder
          1. Kris

            Ah ta rsrrsrs, obrigada que bom q a resposta te ajudou! Assim que eu me sentir mais informada e mais segura farei um blog defendendo tudo isso! Assim que eu souber da resposta te falo, seria bom deixar um comentário com essa dúvida no Blog do Dr Souto, talvez ele soubesse responder! =)

  4. elielson

    verdade,boa ideiaa,apesar q ele nunk responde minhas duvidas,rsrsrs
    homem mt ocupado na certa,olha o que encontrei,isso me deixou mt confuso.
    http://frugivorismo.webs.com/

    Responder
  5. Jucelino Salvador

    Mas um diagrama como esse pode ajudar a não comprovar uma teoria. É difícil imaginar como a gordura saturada pode ser uma grande causa de doenças cardíacas, quando as populações europeias que abusam do seu consumo são muito mais saudáveis, sem exceção.

    A frase é montada de tal forma que chega a dar nó no cérebro, você quer ser sarcástico (parece muito óbvio) mas para pessoas que tem pouco estudo acaba sendo complicado.

    Me lembro o tempo que também desconhecia, ou melhor conhecia dos problemas relativos a comer gordura, cheguei na casa de meu cunhado e ele vem me servir um fritada de bacon, fiquei orrorizado mas não demonstrei e comi para não fazer desfeita, e hoje estão vocês e outros grupos nos mostrando as verdades, groto.

    Responder
  6. Afonso Celso de Moraes

    Deixar de usar Óleos Vegetais (omega 6) ao usar outras gorduras deve ser o importante e não o tipo ou quantidade de gordura.

    Responder

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Anti-Spam by WP-SpamShield

Show Buttons
Entre em contato
Hide Buttons