A Cura pela Nutrição

cura

Tivemos o prazer de conhecer o site Nutrição do Futuro, escrito pelo Rodrigo Leite e logo quisemos entrar em contato com ele para fazermos uma entrevista. O site segue uma proposta de cura por meio da alimentação e está relacionado diretamente ao estilo de vida e alimentação que defendemos aqui no Primal Brasil. A própria história do Rodrigo indica quão benéficas foram as mudanças na sua alimentação para a sua saúde. A adoção de uma dieta Paleo/Primal baixa em carboidratos trouxe diversos benefícios para a saúde dele, como vocês verão na entrevista. O interesse do Rodrigo pela cura tornou-se tão grande, que este é o hoje o principal tema abordado no site. Além deste tema, outras informações importantes sobre saúde fazem parte do conteúdo do Nutrição do Futuro. Recomendo muito a visita para todos que querem ter uma vida mais saudável e livre de doenças.

http://nutricaodofuturo.wordpress.com/

A seguir, saiba mais sobre o Rodrigo:

Como você se interessou por alimentação?

rodrigoHá uns 5 anos tive uns problemas de saúde que me deixaram bastante debilitado. Fui a muitos e muitos médicos, de diferentes especialidades e infelizmente nenhum deles conseguiu me ajudar. Comecei então a comprar livros e estudar tudo que podia sobre alimentação, medicina e cura. Li muitos artigos de excelentes blogs que me mostraram outras direções a seguir e pouco a pouco fui criando uma certa bagagem e entendendo o que tinha que fazer para me curar. Descobri que a única maneira que poderia me curar era através da mudança de hábitos, principalmente alimentares. Entendi que quem cura é nosso próprio corpo, desde que receba os nutrientes necessários e que se desintoxique das porcarias que colocamos para dentro. Depois de ver os resultados em minha saúde fiquei fascinado com a força curadora que existe em todos nós e como nossa ignorância é a causadora do nosso sofrimento.

Nos conte mais sobre o seu problema de saúde.

Meu principal problema era uma enxaqueca terrível, com sintomas fortíssimos e muito variados, que iam de sintomas digestivos a neurológicos. Foi uma fase terrível e assustadora. Ouvi de vários médicos que o que tinha era uma enxaqueca muito forte e provavelmente de causa genética. O único procedimento era o uso de medicamentos fortes e tóxicos. Diziam que não era algo que se consiga curar, mas apenas amenizar e controlar os sintomas.
Esse foi o maior motivador para minha busca pois não aceitava a possibilidade de viver daquela maneira. Não conseguia acreditar que de um momento para outro ficaria tão doente que não me sobravam alternativas a não ser remédios. Depois de longos meses, cheios de altos e baixos, muito estudo e disciplina todos os sintomas que mais me afetavam e me prejudicavam em meu trabalho desapareceram. E isso me fez buscar ainda mais sobre o assunto para poder passar adiante e curar tudo que tinha. Na verdade, foi algo tão forte em minha vida que realmente mudou muito meus planos. Penso no futuro em dedicar boa parte do meu tempo a área da saúde, mas ainda estou decidindo que caminho seguir.

Quais profissionais que você encontrou que realmente te ajudaram na busca da cura?

Posso contar nos dedos de uma mão os profissionais que conheci que realmente entendiam sobre o assunto e me ajudaram na minha jornada. Entre eles sempre destaco o excelente Dr. Alexandre Feldman, que faz um trabalho incrível nessa área e na divulgação de informações de qualidade. Sem dúvida me ajudou muito e recomendo seu livro, “Enxaqueca – Só Tem Quem Quer”, à todos que querem entender mais sobre enxaqueca e saúde em geral.
Outro médico que não posso deixar de mencionar é o Dr. Eduardo Almeida. Um mestre na Arte Médica com um conhecimento que jamais vi igual. Li muitos livros de grandes médicos mas tanta bagagem e lucidez como vejo nele é extremamente raro. É sem dúvida uma das pessoas que mais me inspiraram a entrar na área da saúde.
Conheci outros grandes médicos durante essa jornada mas esses são dois que realmente tiveram grande participação na minha visão e melhora. Verdadeiros e admiráveis médicos!

Que tipo de fonte de pesquisas você usa atualmente?

Atualmente minhas principais fontes de pesquisa são livros e blogs, que acabam me levando a ler muitos estudos científicos também. Dedico algumas horas do meu dia a essas leitura que na minha opinião são fontes complementares de conhecimento. O livro nos dá um conhecimento mais profundo e denso mas a velocidade e diversidade que encontro nos blogs faz da internet, na minha opinião, a grande responsável por uma revolução que começa a aparecer na nossa sociedade.

Quando decidiu criar um site? Qual é o objetivo dele?

O “Nutrição do Futuro” surgiu como ideia já há um tempo mas em 2012 me senti mais seguro para tentar organizar os conhecimentos que tinha adquirido. Quanto ao meu objetivo, o principal é falar sobre como mudanças em nosso hábitos têm o poder de nos curar de doenças sérias e crônicas, a esmagadora maioria do adoecimento humano atual.

Na sua opinião, quais são as principais barreiras para a divulgação do conhecimento sobre nutrição baseado em evidências científicas?

Acho que a maior barreira está no conflito de interesse que esses conhecimentos e essas mudanças de paradigma trazem. Pensar que a maior parte do adoecimento humano atual vem dos péssimos hábitos de vida, principalmente alimentação, excesso de toxinas (muitas vindas dos próprios medicamentos) e não genética, vai totalmente de frente aos interesses de grandes corporações, influentes e poderosas.
Além disso existe a dificuldade de qualquer quebra de paradigma. Acho que mudança de consciência  requer inteligência, flexibilidade, e principalmente humildade por parte de todos nós. Essas características são difíceis de serem conquistadas e com isso vivemos repletos de rigidez de pensamento, preguiça e orgulho.

Quais são os três principais conselhos que você daria para quem está interessado em ser mais feliz e ter mais saúde e qualidade de vida?

Acho que o primeiro é: INFORME-SE!
Tome, conta de sua saúde pois ela é sua responsabilidade e de mais ninguém. Dê menos ouvidos ao que se fala na mídia pois poucos são os jornalistas especializados em saúde. Grande parte das notícias vêm da assessoria das próprias indústrias, inundada de interesses econômicos e fragilidades em suas bases.
O segundo conselho é: SEJA FLEXÍVEL!
Reflita sobre tudo o que está sendo falado, pesquisado e busque o que lhe parece mais sensato e correto, não apenas o melhor discurso. Noto, por exemplo, que muitos vegetarianos rejeitam a alimentação com restrição a carboidratos por causa do consumo de carnes e gorduras animais. Eu também já fui vegetariano e sei como é difícil depois que você tem uma filosofia, abrir os olhos e ouvidos a outras correntes de pensamento.
Precisei adoecer para buscar novos horizontes. Talvez  seja uma das qualidades mais difíceis e importantes a buscarmos. E para todas as áreas de nossas vidas.
E por último, um conselho mais prático que pode mudar sua vida: FUJA DOS INDUSTRIALIZADOS!

Coma comida de verdade! Por mais difícil que possa parecer, é totalmente possível e todos que conheço que tentaram não voltaram atrás. Muito por se sentirem incrivelmente melhor, mas principalmente por verem que cabe em suas rotinas perfeitamente. É simplesmente uma questão de boas escolhas!

Obrigada Rodrigo, por ter nos concedido esta excelente entrevista. Muita saúde e sucesso para você!

nutri

6 Comentários

  1. Claudia Vilaca

    Prazer em conhece-lo, Rodrigo!

    Obrigada, Primal Brasil, por mais este exemplo e inspiracao.

    Claudia Vilaca

    Responder
    1. Rodrigo Leite

      Obrigado, Claudia!
      Muito prazer!

      Rodrigo

      Responder
  2. Patrícia

    Sempre é muito bom ver mais pessoas investindo em autoconhecimento!

    parabéns ao Rodrigo e ao Primal Brasil.

    Responder
  3. Luis

    Logo no primeiro artigo desse blog que li, o autor afirma que “a religiosidade e a fé, independente de qual, é parte fundamental” de uma vida longa e saudavel.

    Ateus como eu nao precisam dar ao trabalho de acompanhar esse blog nao eh, pois nao possuimos algo “fundamental” para a boa saude.

    Responder
    1. Rodrigo Leite

      Oi Luis, tudo bem?
      Acabei de responder ao seu comentário no meu blog e ficaria feliz se pudesse dar uma lida com calma. Está no link abaixo:
      http://nutricaodofuturo.wordpress.com/2012/10/21/receitas-para-a-longevidade-blue-zones/
      Um abraço

      Responder
  4. Rodrigo Leite

    Obrigado vocês, Bruna e Caio, pela oportunidade!!

    Abraços

    Responder

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Anti-Spam by WP-SpamShield

Show Buttons
Compartilhe no Face
Entre em contato
Hide Buttons