Proteínas podem reduzir doenças cardiovasculares

Fontes de proteínas com teor mais alto de gordura e omega 3 reduz o percentual de gordura corporal mais do que carne magra de acordo com um novo estudo, indicando para  um melhor consumo saudável de peixes, ovos e carne criada a pasto.

O estudo durou 10 semanas + 2 semanas antes do estudo quando os participantes também consumiram uma dieta isocalórica (perto de 2000 calorias/dia).  O consumo de carboidratos foi um pouco alto (cerca de 240g por dia).

estudo carne peixe

A conclusão foi a de que alimentos ricos em proteínas são funcionais para a saúde, perda de peso e performance atlética. No estudo, grupos foram divididos para consumirem uma classe de alimentos ricos em proteínas em cada um deles, durante o período de estudo que durou 10 semanas.

Grupo 1 – (RP): Fontes animais de proteína tradicionais, com a principal fonte de proteína sendo mortadela.

Grupo 2: – (ONP-1): Fontes animais de proteínas como mortadela e carne, porém baixas em gordura

Grupo 3: – (ONP-2): Fontes animais de proteínas otimizadas e mais altas em gordura. Rica em frutos do mar e fontes vegetais de omega 3 (Dieta rica em gordura omega 3 DHA, EPA e ALA)

O formato do estudo foi randomizado e duplo cego, o que significa que os sujeitos foram selecionados aleatoriamente sendo que nem os indivíduos examinado, nem os pesquisadores sabiam o que estava sendo utilizado na intervenção. O teste duplo-cego é um dos melhores métodos científicos e evitam interferências nos resultados de um experimento por parte de todos os envolvidos.

Os resultados

 

  • Todos os grupos de indivíduos perderam gordura corporal e peso.
  • Os níveis de colesterol HDL “bom” ficaram altos, subindo substancialmente/ significantemente.
  • Os níveis de triglicérides “gordura ruim no sangue” foram reduzidos substancialmente/ significantemente.
  • Como consequência o risco de doenças cardias foi supostamente reduzido.
Pulem o resumo do estudo abaixo se não entenderem.

carne com omega 3

Este estudo reforça a ciência já estabelecida de que o consumo de proteínas suficiente (neste caso 1.2 a 1.4 gramas de proteínas para cada kg do peso da pessoa) acompanhado de gorduras boas, incluindo fontes marinhas, é saudável e reduz a fome.  Os leitores do blog mais ávidos já podem imaginar os benefícios extras na perda de peso e melhora da composição corporal quando há um consumo mais alto de proteínas e uma redução maior dos carboidratos, totalizando uma redução um pouco maior no consumo calórico e um ótimo controle do apetite (muitas vezes a redução calórica acontece naturalmente).

banner livro

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Anti-Spam by WP-SpamShield

Show Buttons
Entre em contato
Hide Buttons