10 formas de aumentar seu metabolismo

Por: Mark Sissonburn-calories640x400

 

Em um nível literal, sua taxa metabólica descreve a quantidade de energia que gasta para realizar funções fisiológicas diárias. Isso tem muitas ramificações práticas, no entanto, já sua taxa metabólica também influencia como você se sente, quantas calorias você queima, quantas calorias você pode comer sem ganhar peso, sua libido, sua fertilidade, sua tolerância ao frio, quanta energia você tem, como você se recupera de lesões e estresse, como alimentos específicos o afetam e como você atua na academia. Em suma, geralmente é bom ter uma maior taxa metabólica.

Aqui estão algumas maneiras de aumentar seu metabolismo de maneira saudável e produtiva:

1. Otimize sua saúde da tireóide.

 

A glândula tireoide é a principal reguladora da taxa metabólica. Para aumentar o último, devemos apoiar o primeiro.

• Certos nutrientes desempenham papéis enormes na função tireoidiana, como iodo (para criar hormônio tireoidiano) e selênio (para convertê-lo na forma ativa). Certifique-se de comer sal iodado e castanhas do pará.

• Se você segue uma dieta baixa em carboidratos, note que diminuir muito as calorias pode deprimir a função da tireoide. Há algumas evidências de que isso pode ser adaptativo e ter efeitos benéficos sobre a longevidade até um ponto, mas você não quer pressioná-lo tanto ao ponto de seu corpo ficar frio o tempo todo, constantemente esgotado e não consegue perder peso. Se você está se sentindo assim com a dieta low-carb, eleve as calorias (sejam elas de carboidratos, proteínas ou gorduras).

Se você tem legitimamente hipo tireoide, não tenha medo de se tratar. Às vezes, a tireoide suplementar é a resposta certa, e é menos “moderno” do que você pensa; Culturas tradicionais suplementavam a dieta com glândula tireoide animal.

2. Coma calorias suficientes

 

O consumo inadequado de calorias envia um sinal de fome ao seu corpo. Existem vários graus, é claro, 400 calorias por dia envia um sinal muito diferente de 1200 calorias por dia, mas qualquer déficit será percebido como estressor, por menor que seja.

Tudo bem… Os estressores são importantes e parte do benefício vem da nossa resposta a eles. Mas em face a ingestão constante de baixas calorias, o corpo tende a deprimir a taxa metabólica para equilibrar a quantidade de energia que entra. Isso diminui a perda de peso, quando não a interrompe completamente, e explica por que muitas pessoas se sentem cansadas, frias e miserável em uma dieta prolongada.

3. Lembre-se de sua leptina

 

A leptina é um hormônio determinante da taxa metabólica e do gasto energético. Uma vez que é influenciado diretamente pela gordura corporal e responde em menor grau à ingestão de carboidratos, usar uma dieta muito baixa em calorias e carboidratos para perder gordura corporal pode eventualmente, paradoxalmente, trabalhar contra o seu metabolismo.

Você pode corrigir isso incorporando carboidratos realimentas uma ou duas vezes por semana para aumentar a leptina.

4. Faça academia

 

O treinamento de força é essencial para aumentar sua taxa metabólica por três razões principais:

  • Levantar coisas pesadas cria músculo. O músculo é caro metabolicamente falando. Requer muita energia. Precisa de energia. Queima energia. Ele regula o metabolismo simplesmente em virtude de sua existência.
  • O ato imediato de fazer musculação é metabolicamente intensivo. Levantar objetos pesados, seja barra ou peso corporal, requer energia no momento.
  • O treinamento de força aumenta a taxa metabólica em repouso no curto e longo prazo. Uma boa sessão de força até aumenta a taxa metabólica durante horas depois.

5. Coma um pouquinho de carboidrato que você conquistou com o treino

 

Se você “ganhou os carboidratos” através de treinamento pesado, e optou por não comê-los e continuar a realizar um trabalho exigente na academia, sua taxa metabólica poderá sofrer. Isso poderá agravar o déficit de energia e introduzir uma resposta de fome do metabolismo deprimido.

6. Coma mais proteínas

 

A proteína tem o maior efeito térmico de todos os macronutrientes, o que significa que leva mais calorias para digerir elas e, portanto, resulta em um gasto energético mais elevado. Este é o efeito termogênico das proteínas.

7. Gerencie o estresse

 

O estresse agudo parece que piora a taxa metabólica, provavelmente aumentando a adrenalina e o cortisol. Mas no contexto do estresse crônico, onde o cortisol é cronicamente elevado, a taxa metabólica pode cair. Isso poderia explicar por que as mulheres que relatam experimentar mais “eventos de estresse” têm uma menor resposta térmica aos alimentos que comem. Isso é estresse crônico, e é muito mais prejudicial do que o estresse agudo, que podemos recuperar e até mesmo nos beneficiar.

8. Beba café ou chá.

 

Se você é obeso ou de peso normal, beber café aumenta sua taxa metabólica. O aumento, mediado principalmente por um impulso ao metabolismo das gorduras, é transitório, mas pode ser constante se quiser. O chá também funciona. Tem cafeína (embora não tanto quanto café) e, se você está bebendo chá verde, há compostos específicos que promovem o gasto energético independente da cafeína.

Essas são 8 maneiras testadas e verdadeiras para aumentar seu metabolismo tanto a curto quanto a longo prazo. Tenho certeza que também há outros.  Obrigado por ler, todos!

Banner 2

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Anti-Spam by WP-SpamShield

Show Buttons
Entre em contato
Hide Buttons